‘Meu mundo desabou’, diz aprovada em 1º lugar em medicina na Uncisal ao saber que resultado do vestibular foi anulado

Lídia Mirella fez a matrícula na manhã desta segunda (22), mas minutos depois soube da anulação. Universidade diz que houve problema no cálculo dos resultados.

O sonho de ser aprovada em medicina se tornou em pesadelo para a estudante Lídia Mirella. Ela passou em 1º lugar na Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal), mas soube nesta segunda-feira (22) que o resultado do vestibular foi anulado. “Meu mundo desabou”, lamenta.

O Instituto AOCP, responsável pela realização do vestibular, diz que houve problemas técnicos no sistema de cálculo dos resultados. A universidade afirma que uma nova lista de aprovados será divulgada, e que não há necessidade de um novo vestibular.

“Estou péssima. Depois do colégio, foram 4 anos estudando exaustivamente para conseguir essa vaga. No dia 19 de janeiro, saiu o resultado da Uncisal. Meu nome estava lá. Foi uma alegria sem fim, nunca senti tanta felicidade na minha vida. Fui correndo para o trote e lá eu descobri que tinha ficado em primeiro”, diz emocionada.

Lídia chegou a fazer a matrícula no curso, mas minutos depois foi informada da anulação. No domingo (21), familiares e amigos de Mirella fizeram uma festa surpresa para comemorar a aprovação da estudante em medicina.

“Minha família e amigos se juntaram para fazer minha festa, todos estavam radiantes de tanta alegria, era o que todo mundo esperava. Porém, hoje, após ir a Uncisal e entregar meus documentos e receber minha declaração de matrícula fui surpreendida com a notícia de que o Instituto AOCP enviou uma lista errada de aprovados”, afirma.

“Não é fácil ter seu nome na lista e despois não saber se vai continuar realmente lá. É um abalo psicológico muito grande e não desejo o que eu estou sentindo pra ninguém”, lamenta.

Mirella disse ainda que, além dela, 13 pessoas fizeram a matrícula na universidade e que só depois avisaram que o resultado era nulo.

“Conversei com os estudantes que foram fazer matrícula e eles já estão vendo com advogados para entrar com um mandado de segurança, para pelo menos garantir a nossa vaga na universidade”, disse.

Estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Atualmente mora em Londrina. É um dos responsáveis pela fundação do EducaHelp, plataforma de desenvolvimento de conteúdos para Pré-Vestibular.
COMPARTILHE!

Lucas Montini

Estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Atualmente mora em Londrina. É um dos responsáveis pela fundação do EducaHelp, plataforma de desenvolvimento de conteúdos para Pré-Vestibular.

Gostou? Deixe uma resposta!