A Civilização Grega (parte IV): Período Helenístico

Com todo esse histórico de guerras, as cidades gregas estavam desgastadas e enfraquecidas. Isso abriu caminho para que os macedônios (região localizada no norte da península Balcânica) invadissem e dominassem a Grécia. O que se deu definitivamente com a derrota grega na batalha de Queroneia em 338 a.C.

Filipe II, rei da Macedônia, desde o início de seu reinado (em 359 a.C.) havia iniciado a expansão territorial. Para conquistar a Grécia, tentava aumentar as rivalidades entre as pólis, fato de foi denunciado pelo ateniense Demóstenes em seu discurso conhecido como Filípicas. Contudo, esse rei conquistou a Grécia em 338 a.C., e a partir daí organizou os gregos sob seu domínio para lutar contra os persas. Filipe, porém, foi assassinado em 336 a.C. sem ver concretizado seu sonho de invadir o império persa.

Seu filho, com apenas 20 anos, assumiu o poder e se tornou um dos grandes líderes militares da História. Alexandre, discípulo de Aristóteles, decidiu continuar a política expansionista do pai. Após sufocar algumas revoltas internas, partiu em direção à Pérsia, dominada na época por Dario III. Pouco a pouco, o jovem rei ia subordinando os domínios persas, entre eles a Fenícia e o Egito, até a vitória final na batalha realizada em Gaugamela, no Mediterrâneo. Ficou conhecido como Alexandre, o Grande, e por onde passava fundava cidades que na sua maioria eram batizadas com o nome de Alexandria.

Alexandre entrou vitorioso nas maiores cidades persas, como Susa e Pasárgada. e como vingança pela destruição de Atenas arrasou completamente Persépolis.

 Conquistas de Alexandre, o Grande.

Difundiu a cultura grega pelo Oriente e incentivou as relações entre os dois povos. Ele próprio casou com a filha de Dario III, a princesa Roxana. Esse casamento deu-se como forma de aumentar a aceitação do seu governo por esse povo.

Alexandre faleceu precocemente aos 33 anos, e seu império foi dividido em quatro partes. Cada parte, foi comandada por um general de Alexandre (iádocos). As quais posteriormente, caíram sob domínio dos romanos.

 

Londrinense, 22 anos, graduando de História pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Além da história, possui uma enorme admiração por astronomia e assuntos relacionados ao universo.
COMPARTILHE!

Lucas Valle

Londrinense, 22 anos, graduando de História pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Além da história, possui uma enorme admiração por astronomia e assuntos relacionados ao universo.

Gostou? Deixe uma resposta!