Dicas interessantes de como usar IN/ONTO/IN/INTO

Olá minhas criOnças!

Logo após o Carnaval vamos começar com um pouquinho mais de gramática… Usar “preposições” em inglês sempre nos trás uma certa confusão: prefiro dizer que não há uma regra certa para o uso correto, então, como já nos foi dito várias vezes por aqui…. BORA PRO TREINO, MEU FIIIIIII!

A Teacher usa uns exemplos muitos simples que me ajuda a pensar de maneira correta quanto ao uso:

I go to school; I go to the beach; I go downtown. Todos esses casos seria “eu vou ao/a” algum lugar…. Então quanto mais podermos vermos exemplos, melhor.

Hoje vamos trabalhar em especial, INTO, ONTO, IN, ON – em expressões simples! Bora lá?!

INTO

“Into” can be used when talking about going towards the inside of a place.

“Into” pode ser usado quando estiver falando sobre ir para dentro de um lugar:

When I walked into the garden I saw the neighbor’s dog digging up my tomato plants. / Quando eu entrei no jardim eu vi o cachorro da vizinha arrancando minhas plantas de tomate.

Richard went into the garage to get his tool kit. / O Richard entrou na garagem para pegar sua caixa de ferramentas.

It can be used to talk about being involved in a situation or an occupation.

“Into” pode ser usado para falar de estar envolvido numa situação ou ocupação:

Lisa would like to go into medicine. / A Lisa gostaria de trabalhar em medicina.

James got into another car accident yesterday. / O James teve outro acidente de carro ontem.

It can also be used to talk about making a shape.

Também pode ser usado para falar de fazer uma forma:

She cut the pie into thin pieces. / Ela cortou a torta em fatias finas.

He shaped the clay into a vase. / Ele moldou a argila em um vaso.

IN

There are many uses of “in”. Here are examples of some of its most common usages.

Tem muitos usos de “in”. Aqui temos alguns exemplos dos seus usos mais comuns:

It can be used to say the place where someone or something is.

Pode ser usado para dizer o lugar onde está alguém ou alguma coisa:

The apples are in the fridge. / As maçãs estão na geladeira.

Chris lives in Spain. / O Chris mora na Espanha.

It can be used to talk about how something is done:

Pode ser usado para falar de como algo é feito:

Flávio speaks English, but he only speaks to me in Portuguese. / O Flávio fala inglês, mas ele só fala comigo em português.

She walked out of the room in a rage. / Ela saiu da sala num furor.

“In” is also used when something is arranged in a particular way.

“In” é também usado quando algo é arranjado numa maneira específica:

The names on the list are in alphabetical order. / Os nomes na lista estão em ordem alfabética.

We all sat in a circle around the bonfire. / Nós todos sentamos num círculo em volta da fogueira.

ONTO

“Onto” can be used to say that someone or something moves to a position on a surface.

“Onto” pode ser usado para dizer que alguém ou alguma coisa se move para uma posição numa superfície:

The cat jumped onto the windowsill. / O gato pulou no peitoril.

They climbed onto the rock to get a better view. / Eles treparam na rocha para conseguir uma vista melhor.

It can be used when someone knows who did something wrong or illegal.

Pode ser usado quando alguém sabe quem fez algo errado ou ilegal:

My brother thought he could sneak out of the house, but my parents were onto him. / O meu irmão achou que pudesse sair furtivamente da casa, mas os meus pais sabiam.

As soon as the police found the murderer’s glove they were onto him. / Assim que a polícia encontrou a luva do assassino eles souberam quem ele era.

“Onto” can also be used when someone has discovered or produced something important or interesting.

“Onto” também pode ser usado quando alguém descobriu ou produziu algo importante ou interessante:

As soon as the band slowed down the rhythm of the song they were finally onto something. / Assim que a banda diminuiu o ritmo da música eles finalmente conseguiram produzir algo interessante.

Steve made many mistakes with his experiment before he got onto something he could show his investors. / O Steve fez muitos erros com seu experimento antes de produzir algo que ele pudesse mostrar os investidores.

ON

Like “in”, “on” also has many uses. Here are just a few.

Como “in”, “on” tem muitos usos. Aqui são apenas alguns:

“On” is used when something is positioned above another thing and is being supported by it; or on the surface of something.

“On” é usado quando algo é colocado acima de outra coisa e é apoiado por ela; ou na superfície de algo:

Put the blanket on the bed. / Coloque o cobertor na cama.

We hung our daughter’s painting on the wall in our bedroom. / Nós penduramos a pintura da nossa filha na parede em nosso quarto.

It can be used to indicate the location someone’s at.

Pode ser usado para indicar o local onde alguém está:

We live on Dolphin Avenue. / Nós moramos na Avenida Dolphin.

Bobby grew up on a farm. / O Bobby cresceu numa fazenda.

Finally, “on” is used when something concerns a subject.

Finalmente, “on” é usado quando algo trata de um assunto:

My son wrote a book report on the fall of the Roman Empire. / O meu filho escreveu um boletim escolar sobre a queda do Império Romano.

I watched a documentary on the Vietnam War last night that was really fascinating. / Eu vi um documentário sobre a Guerra do Vietnã na noite de ontem que foi muito fascinante.

One last tip: You can get in or into a car/taxi and you can get on or onto a bus/train/plane/boat.

Uma última dica: você pode entrar “in” ou “into” um carro/taxi e você pode entrar “on” ou “onto” um ônibus/trem/avião/barco.

Espero vocês semana que vem!

Um cheiro!

Cursou Língua Inglesa para aperfeiçoamento pelo Programa Inglês Sem Fronteiras pela CAPES. Ministrou curso de Língua Espanhola em um curso específico preparatório para o ENEM no CCAA de Rio Casca, em Minas Gerais. Atuou como facilitadora de língua inglesa - Pro Jovem Adolescente (2009/2011), na Wizard Idiomas (2005/2009), na Neway Idiomas (2012) e na MinasBrasil Cursos & Idiomas (2015/2016; docente de Inglês Instrumental do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará pelo programa federal PARFOR, onde atuou como bolsista e pelos cursos técnicos em Eventos e Informática para Internet.
COMPARTILHE!

Alessandra Ramalho

Cursou Língua Inglesa para aperfeiçoamento pelo Programa Inglês Sem Fronteiras pela CAPES. Ministrou curso de Língua Espanhola em um curso específico preparatório para o ENEM no CCAA de Rio Casca, em Minas Gerais. Atuou como facilitadora de língua inglesa - Pro Jovem Adolescente (2009/2011), na Wizard Idiomas (2005/2009), na Neway Idiomas (2012) e na MinasBrasil Cursos & Idiomas (2015/2016; docente de Inglês Instrumental do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará pelo programa federal PARFOR, onde atuou como bolsista e pelos cursos técnicos em Eventos e Informática para Internet.

Gostou? Deixe uma resposta!