Exercícios Pré História – Antiguidade Oriental

Segue abaixo alguns exercícios relacionados as postagens feitas até o momento. Todas as questões foram utilizadas em vestibulares de todo o Brasil. Resposta das questões no final da página.

Exercícios:

 

(UFPB) – Acerca do estágio cultural conhecido como neolítico, considere as seguintes afirmações:

I. Durante o neolítico, os homens estabeleceram uma nova relação com a natureza, cultivando plantas, domesticando animais e ocupando espaço de florestas e outros ecossistemas naturais.

II. Nesse estágio, as pessoas viviam em grupos pequenos e nômades, obtendo da caça e da coleta tudo aquilo de que necessitavam para a sua subsistência.

III. O neolítico marcar o surgimento de inovações culturais e sociais fundamentais, tais como a invenção da cerâmica e da metalurgia e a origem das aldeias sedentárias.

Está(ão) correta(s):

a) apenas I e III.       b) apenas II.     c) apenas II e III.     d) apenas I e II.     e) todas

(UEPA) – No Antigo Egito, as crenças religiosas estavam na base de manifestações culturais como a arte, a medicina, a astronomia, a literatura e o próprio governo. Por isso, deve-se considerar que para além do desenvolvimento das técnicas de embalsamento dos corpos, o processo de mumificação indicava:

a) o respeito à memória dos mortos que tinham seus corpos mumificados com vistas à perpetuação das tradições de linhagem familiar a que o morto pertencia.

b) a veneração dos mortos como princípio da religião egípcia que era politeísta e, portanto, concebia em seu panteão a existência de semideuses.

c) a crença na vida após a morte, pressupondo que o corpo do morto deveria ser preservado para retorno do espírito que o faria renascer para a nova vida.

d) o ritual de passagem dos mortos que eram julgados pelos sacerdotes e considerados dignos de terem seus corpos preservados para o dia da ressurreição dos mortos. E a crença na proteção dos templos através da presença e exposição pública dos corpos embalsamados dos antigos faraós e de seus guerreiros.

(UEG-GO):

Artigo 200: Se um homem arrancou um dente de um outro homem livre igual ele, arrancarão o seu dente.

Artigo 201: Se ele arrancou o dente de um homem vulgar pagará um terço de uma mina de prata.

Artigo 202: Se um homem agrediu a face de um outro homem que lhe é superior, será golpeado sessenta vezes diante da assembléia com um chicote de couro de boi.

CÓDIGO DE HAMURÁBI. In: VICENTINO; DORIGO.
História para o Ensino médio. São Paulo: Scipione, 2001. p. 47.

a) a pena pelo delito cometido pode variar de acordo com a posição social da vítima e do agressor.

b) para a legislação de Hamurábi, a Lei de Talião era absoluta, sempre “olho por olho, dente por dente”.

c) Hamurábi conseguiu unificar a Babilônia a partir da implantação de um só código de leis para todo o território.

d) os antigos babilônicos consideravam que agredir a face de um homem era mais grave do que arrancar seu dente.

(UFTM-MG) – Na Antiguidade, a civilização fenícia particularizou-se por:

a) formar um império teocrático, em que se fundiram as culturas grega e asiática.

b) elaborar o primeiro código de leis escritas, baseado em punições severas.

c) desenvolver o comércio marítimo, fundando colônias na bacia do mediterrâneo.

d) ter uma crença monoteísta, o que modificou as sociedades do Oriente Próximo.

e) organizar-se em cidades-Estados, sob a influência da democracia ateniense.

(PUC-PR) Algumas civilizações da Idade Antiga, embora brilhantes, não formaram estados unificados, ou seja, sempre foram politicamente fragmentadas, mostrando o predomínio periódico de algumas cidades. São exemplos desse enunciado as civilizações:

a) persa e egípcia                                                    d) acadiana e persa

b) romana e hebraica

c) sumeriana e romana                                             e) grega e fenícia

(UFAM) – Os persas foram, na Antiguidade, um dos povos mais importantes a ocupar a região da mesopotâmia. Sobre a sua história e cultura é possível afirmar que:

a) A vitória de Dario I sobre os gregos marcou o início da ascensão persa no mediterrâneo, favorecendo a expansão da escrita cuneiforme e dos cultos monoteístas.

b) Desenvolveram uma religião própria, o Zoroastrismo, e começaram a sua expansão territorial após as conquistas lideradas por Ciro, o Grande.

c) Famosos por suas obras arquitetônicas, os Persas construíram na Babilônia as maiores pirâmides da mesopotâmia, tornando aquela cidade o centro de seu Império.

d) O declínio do Império Persa foi marcado pela derrota de Xerxes para os Assírios na batalha de Susa.

e) Adotando uma religião que opunha, de forma maniqueísta, o bem e o mal, os Persas dominaram o comércio mediterrâneo após conquistar o Egito, a Ásia menor e a macedônia, sob a liderança de Nabucodonosor.

RESPOSTAS:

1 – A  2 – C  3 – A  4 – C  5 – E  6 – B

 

Londrinense, 22 anos, graduando de História pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Além da história, possui uma enorme admiração por astronomia e assuntos relacionados ao universo.
COMPARTILHE!

Lucas Valle

Londrinense, 22 anos, graduando de História pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Além da história, possui uma enorme admiração por astronomia e assuntos relacionados ao universo.

Gostou? Deixe uma resposta!