A Formação das Monarquias Ibéricas

Como vimos no post anterior: A Formação das Monarquias Nacionais, o surgimento das mesmas, não pode ser desvinculado da união entre rei e burguesia.  O processo de centralização do poder na península Ibérica está diretamente ligado à guerra de Reconquista. A particularidade está no fato de que nesses países a unificação está mais ligada à expulsão dos árabes muçulmanos da região, o que possibilitou a união entre a nobreza resultando no fortalecimento do poder.

A Espanha

Da luta contra os mouros, surgiram quatro grandes reinos: Castela, Navarra, Leão e Aragão. Após o casamento do rei de Aragão, D. Fernando, com a rainha de Castela, Isabel, a lutra contra os mouros se fortificou. E, estes foram expulsos definitivamente, em 1492, do último reduto árabe na península, o Califado de Córdoba.

Desde então, o Estado se fortaleceu com a união dos quatro reinos. Os reis também forçaram a conversão de todos os infiéis que permanecessem na Península, submetendo-os também religiosamente.

Portugal

A unificação de Portugal está ligada também à luta pela expulsão dos árabes muçulmanos da península Ibérica. Outro fato relevante nesse país foi a chamada Revolução de Avis, quando D. João, mestre de Avis, foi nomeado rei de Portugal para impedir que esse país caísse nas mãos do rei de Castela.

Outro faro de grande importância no fortalecimento da monarquia em Portugal foi a forte ligação existente entre a nobreza e os mercadores portugueses. Essa íntima relação possibilitou o desenvolvimento das grandes atividades comerciais marítimas de Portugal.

 

 

Londrinense, 22 anos, graduando de História pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Além da história, possui uma enorme admiração por astronomia e assuntos relacionados ao universo.
COMPARTILHE!

Lucas Valle

Londrinense, 22 anos, graduando de História pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Além da história, possui uma enorme admiração por astronomia e assuntos relacionados ao universo.

3 comentários em “A Formação das Monarquias Ibéricas

Gostou? Deixe uma resposta!