A Formação das Monarquias Nacionais

Durante o renascimento comercial, a burguesia surgiu como uma nova classe ligada ao comércio. Contudo, a descentralização política era grande obstáculo para seu desenvolvimento. Pois, para comercializarem, tinham que pagar altos impostos toda vez que passassem por um feudo. Havia interesse, então, na mudança da ordem política européia, mas para isso precisavam de um aliado. O rei, por sua vez, também estava interessado em ampliar seus poderes e fortalecer a sua autoridade.

Para centralizar o poder e fazê-lo valer perante a nobreza, o rei precisava de um exército forte, capaz de submeter todos os outros exércitos particulares dos senhores feudais. Foi assim que surgiram os primeiros exércitos reais compostos por homens livres. Esses novos exércitos foram financiados pela burguesia, pois garantiriam a unificação dos territórios sob apenas um rei. Isso lhe proporcionaria a cobrança de poucos ou menores impostos em valores mais seguros.

A centralização política também trouxe outros benefícios ao comércio. Passaram a adotar um sistema único de pesos e medidas, assim como uma moeda única dentro de um mesmo território, cunhada pelo rei.

Além disso, o rei passou a adotar medidas econômicas para proteger o comércio dentro de suas terras, criando dificuldades para a entrada de produtos estrangeiros ou aumentando as tarifas alfandegárias para os produtos importados. Essa política econômica que aumentava os impostos, e/ou barrava os produtos importados, ficou conhecida como mercantilismo.

A partir desse momento é que começam a surgir as delimitações territoriais que compõem a Europa até os dias de hoje. É também nessa época que passa a existir a identidade nacional. Considerar-se francês, inglês, português ou espanhol, o que hoje parece algo comum, para aquela época era algo muito recente.

Quando o assunto for formação das monarquias nacionais, lembre-se que…

O surgimento das monarquias nacionais não pode ser desvinculado da união entre o rei e a burguesia.

Londrinense, 22 anos, graduando de História pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Além da história, possui uma enorme admiração por astronomia e assuntos relacionados ao universo.
COMPARTILHE!

Lucas Valle

Londrinense, 22 anos, graduando de História pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Além da história, possui uma enorme admiração por astronomia e assuntos relacionados ao universo.

Gostou? Deixe uma resposta!