Massas de ar e sua atuação no Brasil

Relembre as características das massas de ar no Brasil e sua forma de atuação e consequência no Brasil.

A massa de ar

massa de ar consiste em porção de ar da atmosfera que possui característica particular de temperatura, pressão e umidade, podendo ser quente ou fria, e ainda, seca ou úmida.

O fator que determina as características da massar de ar é a origem da massa. No caso do Brasil e de forma geral, a massa quente se origina da região Equatorial, enquanto a massa fria tem origem na região polar. Se a massa vier do oceano Atlântico ela será úmida, enquanto, se vier do interior do continente será seca. Contudo, é preciso verificar se não existe algum fator que possa alterar a característica da massa de ar.

 

Á medida em que uma massa de ar se desloca ela perderá suas características iniciais e adquirirá outras, dependendo da massa de ar predominante. Nesse caso, o encontro entre duas massas de ar opostas (quente ou fria) ocorre as frentes.

As frentes são uma faixa de transição entre o ar quente e ou frio onde o ar predominante prevalece. Por exemplo: na frente quente o ar quente é predominante e na frente fria o ar frio é predominante. A consequência do encontro entre massas de ar e das frentes ocasiona a precipitação (chuva, granizo, geada).

Outra consequência da massar de ar é resultar na estiagem ou até na queda de temperaturas.

Em geral temos 5 massas de ar atuantes no Brasil.

  • Massa Equatorial Atlântica (mEa)
  • Massa Equatorial Continental (mEc)
  • Massa Tropical Atlântica (mTa)
  • Massa Tropical Equatorial (mTe)
  • Massa Polar Atlântica (mPa)

Resultado de imagem para massas de ar no brasil

Características das massas de ar

mEa – Massa Equatorial Atlântica

  • Quente e Úmida
  • Atuação parte do Norte e Nordeste brasileiro
  • Ao encontro com a mPa provoca chuvas frontais com alta intensidade.

mEc – Massa Equatorial Continental

  • Quente e Úmida
  • Esta massa é quente e úmida pois se forma na região amazônica, local da Floresta Amazônica e de grande umidade. É também uma região de baixa pressão.
  • Provoca chuvas na Amazônia e em boa parte do país durante vários meses do ano.

mTa – Massa Tropical Atlântica

  • Quente e úmida (mas pode ser fria e úmida e quente e seca)
  • Predomínio próximo ao Trópico de Capricórnio e se estende ao litoral e interior das regiões Sul e Sudeste.
  • A região Sudeste contribui para a formação de chuvas orográficas (ou chuvas de relevo) durante o verão.

mTc – Massa Tropical Continental

  • Quente e Seca
  • Oriunda da região do Chaco (na Argentina, Paraguai e Bolívia)
  • Resultado do grande aquecimento no verão
  • Massa de ar quente e seca, instável com atividade convectiva intensa até 3.000 m

mPa – Massa Polar Atlântica

  • Fria e Úmida
  • Provoca o declínio de temperatura no nordeste e consequentemente provoca as chuvas de frente.

A atuação das massas de ar

Durante o verão e o inverno a atuação da massa de ar sofre diferenças.

No verão há o predomínio dos ventos alísios, que sopram ao norte e ao sul do Equador e vem carregados de umidade causando chuvas conectivas. No nordeste os ventos são oriundos da massa Equatorial Continental (mEc), enquanto, no sudeste é oriundo da massa Tropical Continental (mTc).

Em geral no verão temos o predomínio de uma massa de ar quente e úmida.

No inverno a massa predominante é o mPa que avança em duas regiões:

  1. se direciona até o litoral do nordeste ;
  2.  penetra no interior do continente e atinge o Planalto Central e até na Amazônia (neste momento causa a friagem: queda brusca de temperatura).

 

Resumo

massa de ar é porção de ar da atmosfera com diferença de temperatura, pressão e umidade.  A característica da massa de ar depende da origem dela. A massa quente se origina da região Equatorial e a massa fria tem origem na região polar. A massa vinda do oceano Atlântico será úmida e se vier do interior do continente será seca. Contudo, é preciso verificar se não existe algum fator que possa alterar a característica da massa de ar como floresta ou barreiras naturais.

A atuação da massa de ar ocorre de forma diferente no verão e no inverno. De forma geral, no verão predomina a umidade e a precipitação.  Já no inverno,  a mPa é responsável pela  frente fria, o que provoca a diminuição da temperatura e causando a friagem ou geada.

 

Graduado e mestre em Geografia pela Unesp, campus de Presidente Prudente (SP). É atualmente professor de geografia em escolas particulares e públicas e professor de geopolítica em cursinho preparatório para vestibular. Escreve no Geografia no Vestibular e no Educa Help.
COMPARTILHE!

Leandro Nieves

Graduado e mestre em Geografia pela Unesp, campus de Presidente Prudente (SP). É atualmente professor de geografia em escolas particulares e públicas e professor de geopolítica em cursinho preparatório para vestibular. Escreve no Geografia no Vestibular e no Educa Help.

5 comentários em “Massas de ar e sua atuação no Brasil

Gostou? Deixe uma resposta!