A matéria e suas transformações

A Química é o ramo da ciência que estuda a matéria e suas transformações e, também, a energia envolvida nesses processos.

Para que nós possamos seguir nossos estudos é importante revisar alguns conceitos básicos de química geral, que as vezes são esquecidos, principalmente, porque tendemos em focar sempre nos pontos mais difíceis. Mas não se enganem! Assunto fácil cai, e pega principalmente quem aprofunda muito.

Conceitos básicos:

1- Matéria é tudo que tem massa e ocupa lugar no espaço.

Para início de conversa, iremos aceitar que matéria é tudo que tem massa e ocupa lugar no espaço, ou seja, pedra, água, o ar que respiramos.

O ar que respiramos?

Sim! Se você aprisionar esse ar em um recipiente como, por exemplo, um balão, verá que esse ar ocupa lugar no espaço. E se você tivesse acesso a uma balança analítica, também poderia provar essa afirmação. Outra forma de pensar no ar como matéria é fazendo a experiência do copo. Como no link abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=3CELE4Alnl8

2- Transformação da matéria é toda e qualquer alteração sofrida pela matéria

Essas transformações são de especial importância para a humanidade, visto que o homem explora esses processos de acordo com seus interesses, como para preparar um alimento (asando, fritando, cozinhando), produzir plásticos ou obter combustíveis a partir do petróleo, além de uma infinidade de outras coisas.

Elas podem ser classificadas em dois grandes grupos que abordaremos resumidamente, e posteriormente com mais detalhes.

As transformações físicas são aquelas em que não há mudança da composição química da matéria. Um exemplo clássico e fácil é a processo de mudança de estado físicoda água.

Se você pegar um cubo de gelo e colocar em uma panela com tampa, e manter esse sistema fechado sob aquecimento, a água sairá do estado solido para o líquido, e se o aquecimento continuar, essa água irá do liquido para o gasoso.

Ou

Se você pegar esse mesmo sistema fechado e voltar para o freezer, a água fará o caminho inverso, sairá do gasoso para o líquido e depois para o sólido. Contudo, ela não irá voltar na forma de cubo como no início, mas será gelo (ou água no estado sólido) da mesma maneira.

Ou

Assim, em ambos os casos, a constituição da matéria não se alterou, continuou a mesma, o que caracteriza uma transformação física.

Outros exemplos de transformações físicas são a dissolução de substancias em solventes (açúcar em água), a dilatação de metais e a expansão de gases.

As transformações químicas são aquelas em que as moléculas iniciais (reagente) são quebradas e seus átomos se reagrupam para formar novas moléculas. Um exemplo cotidiano é a combustão do álcool etanol.

Nesse caso acima, é possível perceber que a matéria é alterada, o início é completamente diferente do final. Quando acontece isso temos uma transformação química.

Outros exemplos de transformações químicas são o cozimento de um ovo, a queima do carvão, a polimerização de plásticos, entre milhares de outras.

Algumas dessas transformações são espontâneas, outras precisam de um agente que as desencadeie, como:

Ação do calor:  O cozimento de alimentos é um exemplo.

Ação de uma corrente elétrica: A esse processo damos o nome de eletrólise.

Para a decomposição da água, em hidrogênio e oxigênio, por exemplo, utilizamos uma corrente elétrica para esta transformação.

Ação da luz: Alguns medicamentos podem se decompor na presença de luz e perder parte de seu efeito, como a dipirona em que suas ampolas devem ser de vidro âmbar/pardo.

Outra transformação importante é a do oxigênio em ozônio acontece através da luz ultravioleta.

Ação mecânica: O atrito ou choque é capaz de desencadear transformações em certas substâncias. Um exemplo é o palito de fósforo, que quando entra em atrito com a caixinha que o contém, produz uma faísca, que faz as substâncias inflamáveis do palito entrarem em combustão.

A explosão da dinamite e o acender de um isqueiro também são exemplos de transformações por ação mecânica.

Junção de substâncias que reagem espontaneamente: algumassubstâncias reagem espontaneamente, como quando se mistura oxidantes e redutores fortes, isso frequentemente ocorre em laboratórios de química, algumas estão presentes em processos industriais como na oxidação de certas estruturas como a tubulação de plataformas petrolíferas em alto mar.

Evidências de reação

Existem algumas evidências para reconhecer uma transformação química, como:

  • Liberação de energia (calor, luz, explosão), como a queima do papel, álcool, gasolina, a explosão de foguetes, etc;
  • Liberação de gases, como o apodrecimento da carcaça um animal morto, ou a efervescência de um comprimido de antiácido, ou o cano de escapamento de um carro ou quando adicionado halls à Coca-cola  😛
  • Mudança de cor, como o enferrujamento de palha de aço na pia (Bombril)
  • Formação de precipitado

Enfim, para finalizar, eu vou SUPER indicar esse vídeo do canal Manual do Mundo sobre as transformações químicas!

É isso, bons estudos!

Referências:

FELTRE, Ricardo. Fundamentos de Química: vol. único. 4ª.ed. São Paulo: Moderna, 2005. 700p.

http://educacao.globo.com/quimica/assunto/materiais-e-suaspropriedades/transformacoes-quimicas.html

Sou Farmacêutica formada pela UFMG e Mestre em Química pela mesma Instituição. Lecionei matérias relacionadas à Química para Cursos Técnicos e Superiores.
COMPARTILHE!

Débora Barbosa

Sou Farmacêutica formada pela UFMG e Mestre em Química pela mesma Instituição. Lecionei matérias relacionadas à Química para Cursos Técnicos e Superiores.

Um comentário em “A matéria e suas transformações

Gostou? Deixe uma resposta!