TIPOLOGIAS TEXTUAIS

Conto Crônica Narrativa Crônica Argumentativa Depoimento Fábula
Narrativa concentrada, limitada ao essencial, com número reduzido de personagens e espaço bem-definido; embora a narrativa seja breve, podem ser narradas estórias que se passam em longos lapsos. Narrativa concentrada, limitada ao essencial, com número reduzido de personagens, tempo e espaço bem-definidos; além de a narrativa ser breve, costumam ser narradas estórias que se passam em lapsos reduzidos. Texto que reúne carac-terísticas de diferentes tipologias textuais, c o m o n a r r a ç ã o , a r g u m e n t a ç ã o , exposição. N a r ra t i va e m q u e s e relatam fatos reais, vividos pelo narrador, e que aborda as razões e as consequências desses fatos. Narrativa breve, que tem como personagens a n i m a i s e o b j e t o s personificados e cujo objetivo é transmitir uma moral, um ensinamento.
Aborda, de forma artística, principalmente conflitos de ordem psicológica, q u e d e r i vam d e uma incompatibilidade entre o mundo interior da personagem e a realidade circundante. Tem como ponto de partida fatos triviais e cotidianos, muitas vezes colhidos no noticiário jornalístico; o enredo da narrativa é configurado de modo a conduzir o leitor a uma reflexão sobre o assunto da crônica ou seus desdobramentos. Tem como ponto de partida fatos cotidianos ou colhidos no noticiário jornalístico, os quais são analisados a partir de uma perspectiva subjetiva. Tem intenção pedagógica, ou seja, deve ser entendido como um exemplo cujo objetivo é alertar, prevenir ou informar o leitor sobre o assunto abordado. Apresenta uma história exemplar, de caráter moralizante e pedagógico.
Apresenta os elementos e a estrutura básica da narrativa: sequência de fatos, personagens, tempo e espaço e desenvolve-se em torno de um único conflito, muitas vezes de ordem existencial. Apresenta os elementos e a estrutura básica da narrativa: sequência de fatos, personagens, t e m p o e e s p a ç o e desenvolve-se em torno de um único conflito, na maioria das vezes de ordem do cotidiano. A p r e s e n t a , a l é m d o s f a t o s , o posicionamento do cronista acerca do assunto em questão. Apresenta os elementos básicos da narrativa: s e q u ê n c i a d e f a t o s , p e s s o a s , t e m p o e e s p a ç o , m a s n e m sempre há um conflito evidenciado. Apresenta os elementos e a estrutura básica da narrativa: personagens, t e m p o e e s p a ç o e desenvolve-se em torno de um conflito.
Pode ser narrado em 1ª ou em 3ª pessoa. Pode ser narrada em 1ª ou em 3ª pessoa. Pode ser escrita em 1ª ou em 3ª pessoa, mas o mais comum é que se use a 1ª pessoa. É narrado em 1ª pessoa. Normalmente, é narrada em 3ª pessoa.
L i n g u a g e m c r i a t i va e figurada, muitas vezes carregada de lirismo, e de acordo com o padrão culto formal ou informal da língua. Linguagem criativa e figurada, muitas vezes carregada de humor e ironia, e de acordo com o padrão culto formal ou informal da língua. Linguagem criativa, figurada e de acordo com o padrão culto da língua. Linguagem denotativa, marcada pela subjetividade e p e l a i n f l u ê n c i a d a oralidade. Linguagem figurada e de acordo com o padrão culto formal ou informal da língua.
Estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Atualmente mora em Londrina. É um dos responsáveis pela fundação do EducaHelp, plataforma de desenvolvimento de conteúdos para Pré-Vestibular.
COMPARTILHE!

Lucas Montini

Estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Atualmente mora em Londrina. É um dos responsáveis pela fundação do EducaHelp, plataforma de desenvolvimento de conteúdos para Pré-Vestibular.

Gostou? Deixe uma resposta!